Comércio à espera das vendas de Páscoa

As vendas de Páscoa devem ter um pequeno aumento neste ano. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o movimento no varejo deve crescer 1,5% em relação ao ano passado. Por isso, os estabelecimentos do setor alimentício devem faturar cerca de R$ 2,4 bilhões na Semana Santa. Em Pernambuco, porém, as vendas não devem crescer tanto. Segundo o presidente da Associação Pernambucana de Supermercados (Apes), João Alves Cavalcante, a projeção nacional é boa por conta da reação que o comércio tem sentido em 2019. Porém, se mantém cautelosa em Pernambuco, apesar de esse ser um dos melhores momento do setor, depois do Natal. “Para a Páscoa, nossa expetativa é de estabilidade, mantendo os mesmos números do ano passado. Estamos apostando nas vendas, mas sempre observando o comportamento do consumidor”, disse Castro.

As vendas de Páscoa devem ter um pequeno aumento neste ano. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o movimento no varejo deve crescer 1,5% em relação ao ano passado. Por isso, os estabelecimentos do setor alimentício devem faturar cerca de R$ 2,4 bilhões na Semana Santa. Em Pernambuco, porém, as vendas não devem crescer tanto.

Segundo o presidente da Associação Pernambucana de Supermercados (Apes), João Alves Cavalcante, a projeção nacional é boa por conta da reação que o comércio tem sentido em 2019. Porém, se mantém cautelosa em Pernambuco, apesar de esse ser um dos melhores momento do setor, depois do Natal. “Para a Páscoa, nossa expetativa é de estabilidade, mantendo os mesmos números do ano passado. Estamos apostando nas vendas, mas sempre observando o comportamento do consumidor”, disse Castro.

Clemilson Campos/Corredor Conectado

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *