O Brasil foi às ruas em junho de 2013

O Brasil acordou. Convocados pelas redes sociais, os protestos de junho de 2013 levaram centenas de milhares de brasileiros às ruas e sacudiram a política do país. Sem o comando tradicional dos partidos políticos, no dia 17 de junho, as manifestações em nove capitais e 16 outras cidades mobilizaram quase 300 mil pessoas. Em meio a problemas de mobilidade urbana, a redução dos preços das passagens de ônibus era a principal bandeira das passeatas, que reuniram principalmente jovens, e o estopim de um novo movimento social que varreu o Brasil.

O Brasil acordou. Convocados pelas redes sociais, os protestos de junho de 2013 levaram centenas de milhares de brasileiros às ruas e sacudiram a política do país. Sem o comando tradicional dos partidos políticos, no dia 17 de junho, as manifestações em nove capitais e 16 outras cidades mobilizaram quase 300 mil pessoas. Em meio a problemas de mobilidade urbana, a redução dos preços das passagens de ônibus era a principal bandeira das passeatas, que reuniram principalmente jovens, e o estopim de um novo movimento social que varreu o Brasil.

Nas ruas os manifestantes gritavam slogans contra a corrupção, os governos e os políticos, que viraram alvos dos protestos. Os atos foram inicialmente pacíficos na maior parte das cidades, mas terminaram em choque entre a polícia e manifestantes radicais. Sem o apoio da maioria e com muitos dos seus integrantes mascarados, esses grupos depredaram lojas, bancos e prédios públicos. As polícias estaduais — treinadas ainda sob a “cultura da repressão”, herdada da ditadura militar (1964-1985) — também se mostraram despreparadas para evitar a violência durante as manifestações. Houve casos em que policiais agiram com violência e dispararam balas de borracha em direção a grupos de manifestantes, que protestavam de forma pacífica, ferindo alguns gravemente.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *